Medicina Chinesa

Acupuntura é uma técnica milenar desenvolvida pela cultura chinesa. Em seus livros e ensinamentos encontramos o caminho que nos leva na direção da cura de muitas doenças e distúrbios. Ela é indicada e comprovadamente eficaz para tratar: ansiedade, artrite reumatóide, artrose, alucinações, bronquite, bursite, choque, colite, contusões, distensões, estiramentos, luxações, entorses, depressão, dermatite, diabetes, displasia mamária, enxaquecas, cefaléias, escleroses, erisipela, embriaguez, enurese, esporão no calcâneo, ejaculação precoce, insônia, impotência sexual, labirintite, mioma uterino, náuseas, otite, ovário policístico, pesadelos, prostatite, problemas renais, pneumonia, rinite, síndrome do pânico,vitiligo, e demais doenças dos aparelhos digestivo, respiratório,circulatório, endócrino, locomotor, genito-urinário, doenças do cérebro e do sistema nervoso etc.   
 
O livro mais conhecido e que trás especificamente o tema da acupuntura é o Nei-Ching que é atribuído ao imperador Huang-Ti. Esse livro trata de muitas técnicas como Moxabustão (é a técnica que se usa o bastão de Artemísia aceso, provocando calor nos mesmos pontos onde se poderia inserir uma agulha), Auriculoterapia (técnica de implantar no pavilhão auricular: sementes de mostarda, esferas de ouro, prata e cristal e também agulhas para sensibilizar pontos, desencadeando fenômenos físicos que tratam órgãos e sistemas por meio de impulsos cerebrais), Artes Marciais, Massagem Chinesa, Fitoterapia Chinesa e da Acupuntura.
 
A palavra acupuntura tem origem latina onde: acus quer dizer agulha e punctura quer dizer punção, picada, resultando em (picada de agulha), já os chineses utilizam a palavra Tchen-tziu cujo significado é espetar uma agulha de ouro.
 
A Medicina Oriental concebe a existência de uma energia vital (Qi ou Chi), uma força cósmica que está em toda parte e circulando internamente no corpo humano através dos canais de energia, transmitindo a própria vida e harmonia para todas as células sem exceção. Quando essa harmonia é quebrada, ou seja, na ocorrência de um evento ou um congestionamento energético, inicia-se um processo de adoecimento físico, emocional ou mental, pois a ordem com o universo na inter-relação, macro e microcosmos foi rompida. Nesse caso o papel da acupuntura é o de proporcionar estímulos por meio de agulhas na área, ou canal energético atingido pelo congestionamento da energia, desobstruindo o canal, ou área e proporcionando a retomada do fluxo, que pode restabelecer a ordem e promover a saúde. 
 
Com a técnica da Auriculoterapia usa-se o pavilhão auricular para tratar o congestionamento da energia aproveitando-se o reflexo que a aurícula exerce sobre o sistema nervoso central, a orelha é considerada pelos chineses como um centro de convergência entre os meridianos, que são os canais de energia.
 
A Medicina Tradicional Chinesa tem como foco, a observação dos fenômenos da natureza e a harmonia cósmica que os rege. Se compreendermos esses fenômenos poderemos perceber por analogia o que ocorre na fisiologia humana, pois eles tendem a repetir-se nela.
 
Pela observação desses fenômenos e da vida em qualquer forma manifestada, seja mineral, vegetal, animal e humana, a sabedoria chinesa construiu o conhecimento de uma medicina muito diferente da Medicina Ocidental e os primeiros registros desse conhecimento ligado à acupuntura e aos seus tratamentos datam de aproximadamente 4.500 anos e foi atribuído à Era do Imperador Amarelo,que teria ensinado aos homens a prática dessa medicina.
 
Sobre o Imperador Amarelo (Huang Di) diz a lenda que viveu 117 anos e que permaneceu no trono durante um século por praticar a política da benevolência, foi uma época de abundância e prosperidade para o país, para o povo e também para todos que trabalhavam para ele. Além de um século de harmonia e sabedoria que proporcionou ao povo chinês, Huang Di foi o compilador do Clássico de Medicina do Imperador Amarelo, mudando certamente os rumos da cura naquele país que apesar de sofrer duas grandes invasões se manteve forte desde a sua fundação.
 
 A Medicina Chinesa estuda a saúde humana que está em constante mudança. Mutação e equilíbrio são conceitos cada vez mais compreensíveis para o pensamento ocidental e promovê-los faz parte da missão dos profissionais da Clínica Ceres.
 

Clínica Ceres

Notícias e Artigos

Notícias e Artigos

Cadastre-se e receba as últimas novidades por email:

Copyright © 2010 - Clínica Ceres - Psicologia e Acupuntura - Todos os Direitos Reservados. site by Monndo.com