TOC – Transtorno Obsessivo Compulsivo

“O TOC é um transtorno mental incluído pelo Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais da Associação Psiquiátrica Americana (DSM – IV) entre os chamados transtornos de ansiedade, caracterizados por pensamentos obsessivos e compulsivos, onde o paciente tem comportamentos estranhos para com a sociedade (ou para ele próprio).

É comum os pacientes acometidos por este transtorno esconderem de familiares e amigos esses pensamentos e comportamentos bizarros, por inibição ou vergonha.

Sendo assim, a qualidade de vida dos portadores de Transtorno Obsessivo Compulsivo fica comprometida causando-lhes sofrimento, interferindo significativamente na rotina diária, em seu trabalho, atividades sociais ou relacionamentos com familiares e amigos.

O TOC se caracteriza por pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos (rituais).

Os pensamentos obsessivos mais comuns são:

- Preocupação excessiva com sujeiras, germes ou contaminação;

- Preocupação com simetria, exatidão, ordem, sequência ou alinhamento de objetos (exemplo: compulsão em querer arrumar quadros e espelhos na parede);

- Preocupação em armazenar, guardar coisas inúteis (jornais, revistas, documentos velhos) por achar que um dia irá precisar; ou mesmo poupar, economizar em excesso (são os casos de pessoas muito sovinas, avarentas. Recordo de um paciente que ordenava sua família a apertar a descarga do banheiro de sua casa uma única vez, à noite, antes de todos deitarem, para economizar na conta de água);

- Preocupação com doenças -hipocondríacos- ou com o corpo (pacientes sempre preocupados com a estética do corpo, que passam constantemente por cirurgias plásticas);

- Pensamentos religiosos obcecados (de pecado, culpa, sacrilégios ou blasfêmias);

- Pensamentos supersticiosos: preocupação excessiva com números específicos, cor de roupas, datas e horários (o paciente os associa a desgraças). Lembro de um paciente que só usava cueca de cor vermelha, pois achava que se usasse de outra cor perderia a potência sexual, a ereção.

Os comportamentos compulsivos mais comuns são:

- Lavar as mãos ou tomar banho, esfregando o corpo inúmeras vezes (o paciente sente-se sujo, impuro, culpado por erros cometidos no passado);

- Certificar-se várias vezes se portas, janelas ou o gás estão fechados, antes de deitar-se ou ao sair de casa;

- Não pegar no corrimão do ônibus, metrô, maçaneta ou trinco de um banheiro público;

- Não usar as toalhas de mão utilizadas por outras pessoas;

- Medo de passar perto de cemitérios ou entrar numa funerária;

- Medo de deixar o chinelo, tênis, sapatos virados (associa-os ao mau agouro);

- Verificar inúmeras vezes o saldo da conta bancária;

- Contar os azulejos, lajotas ou tacos de madeira do piso.

(Autor: Osvaldo Shimoda, Site: Somos Todos Um)

 

publicado por Clínica Ceres

Notícias e Artigos

Notícias e Artigos

Cadastre-se e receba as últimas novidades por email:

Copyright © 2010 - Clínica Ceres - Psicologia e Acupuntura - Todos os Direitos Reservados. site by Monndo.com